Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Coisas como isto

Esqueci-me de te dizer. Continuas muito bonita, com esses teus 51 quilos e o teu metro e sessenta. A tua alergia e colesterol alto, o teu sorriso aberto, o canino à mostra e o peito bem desenhado, as tuas pernas e a tua orelha pequena. Com os teus olhos amendoados ou esbocalhados como uma vez  os chamei e tu choraste, com eles húmidos a reflectir a minha cara.

Não penses que me esqueci de ti. Ainda me lembro do sinal que tens junto ao teu peito esquerdo que o decote nunca mostra. O teu perfume quando acabas de tomar banho, o teu cabelo e a saliva sem sabor. Sim, tu entendes. Tenho saudades de ti. De nós enrolados na cama. As tuas pernas a prenderem-me pela cintura. As tuas pernas abertas mostrando um ventre ansioso para receber. Tenho. Sim , tu entendes. O teu grito e a falta de fôlego que sempre te assaltava quando me punha em ti. Sinto saudades do nosso sexo, de ti, de nós.

            Nunca me esquecerei da tua voz. Do teu choro. Do teu riso e de como por vezes quando te enervavas comigo te desapareciam os lábios e ficavas feia, muito feia. Ver-te zangada quebrava-me o coração. Sempre foste tu e eu, eu. E era isso que me aproximava de ti. Livres e íntimos cada um no ser do outro.

 

Há coisas que nunca  te disse.. e por vezes num assombro de dor e alegria me lembro muito claramente. Coisas que não te disse, não por falta de tempo mas por se calhar não as perceberias.

 

Coisas como isto,

tags:
PensarCusta às 14:23
Link | sobre isto tenho a dizer que

©

-

-

Apresentação

Explico-me

manifesto

pesquisar custa

 

Pensar Passado

How i feel:

Friendster




Site Meter
Add to Google