Sábado, 9 de Dezembro de 2006

Coragem, meu irmão

Levou as mãos aos olhos, donde lágrimas queriam rebentar, meu amigito, meu irmão. Coragem. Meu deus! Deixa-me a coragem para lembrar e esquecer, para sofrer, acreditar e andar para diante.

 


tags:
PensarCusta às 22:10
Link | sobre isto tenho a dizer que

©

-

-

Apresentação

Explico-me

manifesto

pesquisar custa

 

Pensar Passado