Segunda-feira, 1 de Janeiro de 2007

Em carne Viva

 

È uma coisa que me acontece muitas vezes. Isto de alinhar ideias nos momentos que baixo a guarda. Antes de adormecer, durante o duche, enquanto frito um bife, na fila do supermercado, no metro. As ideias vêm não sei bem de onde, como pássaros famintos a procura de uma arvore que esta dentro da minha cabeça. Depois, quando volto a mim mesmo, quando já acordei, e me vesti e almocei e fiz as compras e apanhei o metro, quando finalmente me sentei para escrever, muitas dessas ideias desapareceram sem deixar rasto. Voaram para longe. Migraram. Há Sempre algumas que ficam e quando pego na caneta e as escrevo. Transformam-se. Multiplicam-se em qq coisa. Qq coisa muito estranho e que não controlo.
tags:
PensarCusta às 19:31
Link | sobre isto tenho a dizer que

©

-

-

Apresentação

Explico-me

manifesto

pesquisar custa

 

Pensar Passado

How i feel:

Friendster




Add to Google