Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

Terror de tudo


Pelos campos do Alentejo os cavalos lançam vento o pó que os seus casacos levantam. Em cada pedra o perigo pode esconder-se, ter as caras todas da imaginação e do medo. Pelos caminhos ásperos deste imenso território que te é desconhecido iras procurar o nome e o rasto de Geraldo. Geraldo, terror de moiros, de cristãos e de ti próprio. Confessa-o.


tags:
PensarCusta às 00:20
Link | sobre isto tenho a dizer que
Sábado, 27 de Janeiro de 2007

Ilha

Como ceifeiros madrugadores que avançam lentamente ao lado uns dos outros, movendo ritmicamente as suas foices fazendo-as silvar no meio das compridas hastes húmidas dos prados pantanosos, aqueles monstros deslocavam-se produzindo um ruído estranho de erva a ser cortada, deixando na esteira grandes sulcos azuis, sobre aquele mar amarelo

tags:
PensarCusta às 22:29
Link | sobre isto tenho a dizer que
Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007

Que deixaste tudo até vos deixar a vós mesmos

 


 

 

_ esperai: aqui não morre ninguém sem mim. Que quereis fazer? Que cerimonias são estas? Que deus é este que está nesse altar? Queirais-me tirar dos meus braços, que me importa a mim com o outro? Que morresse ou não, que esteja com os vivos ou com os mortos, que se fique na cova ou venha agora para me matar.
 
Tinha-mo dito aquele anjo que descia com uma espada de chamas na mão, e a atravessava entre mim e ti, que me arrancava dos teus braços quando eu adormecia neles.. que me fazia chorar quando ia beijar-te no teu colo.
Tu não hás-de morrer nunca sem mim.
Quero esconder-me aqui, antes que venha esse homem do outro mundo dizer-me na minha cara e ma tua_ aqui diante de toda a gente: « Essa filha, é filha do pecado »
tags:
Terça-feira, 9 de Janeiro de 2007

O início

És Irresistível como um exército em marcha _ dirá ele. E a mulher sentir-se-á  mais fogosa e intrépida, mais sólida para enfrentar as provações de ter como esposo o Callante.

 

tags:
PensarCusta às 00:10
Link | sobre isto tenho a dizer que
Domingo, 7 de Janeiro de 2007

Poema

Eu digo-te o que sei:

Pedis-te ao Vento

E o vento te acudiu

tags:
PensarCusta às 09:43
Link | sobre isto tenho a dizer que
Sábado, 16 de Dezembro de 2006

...

pensando bem, não há principio para as coisas e para as pessoas, tudo o que um dia começou tinha começado antes, estas historias por exemplo, para ser verdadeira e completa, teria de ir remontando até aos princípios do mundo, de propósito se usou o plural em vez do singular, e ainda assim duvidemos, que esses princípios princípios não foram, somente pontas de passagem, rampas de escorregamento, pobre cabeça a nossa, sujeita a tais puxões, admirável cabeça, que apesar de tudo, que por todas as razões é capaz de enlouquecer, menos por essa.

tags: , ,
PensarCusta às 00:13
Link | sobre isto tenho a dizer que
Sábado, 9 de Dezembro de 2006

...

No dia em que eu enjoar, nesse dia enjoa-se o mar

tags: ,
PensarCusta às 16:13
Link | sobre isto tenho a dizer que

©

-

-

Apresentação

Explico-me

manifesto

pesquisar custa

 

Pensar Passado